Manifesto

Atualizado: Jul 19

Tenho me perguntado qual a minha função nesse mundo em transição, esse mundo confuso e polarizado…


Mais de 500 000 vidas foram levadas pelo descaso pandêmico do Brasil, e esse número ainda não parou de aumentar. A revolta é uma reação óbvia, sincera, muito justificável e, evidentemente, tá tomando conta dos corações de cada vez mais pessoas. Agora: Como provocar uma reviravolta na situação? Se a revolta se associa ao ódio, facilmente causa um incêndio de proporções amazônicas (numa metáfora que, queira Deus, deixe de fazer sentido logo [Fora Salles]).


As vidas que foram, não voltam. O coração que perdeu o amor de alguém querido, ou que tem empatia o suficiente, sente a dor que vem de um planeta inteiro. Diante dessa ferida aberta, acredito que seja necessário, mais do que nunca, inspirar cooperação.


Co-operar, operar junto, é agir conjuntamente por um objetivo que beneficie o coletivo. É favorecer as habilidades de cada um, somar forças e potencializar o poder de realização. (Haja organização) A mudança tá acontecendo e é importante que exista clareza quanto a onde se quer chegar. A vontade de derrubar governantes incompetentes é necessária, mas é essencial pensar além disso. E o dia a dia? E as escolhas triviais? E o que ocupa teu pensamento? E onde você está hoje? E qual o tom de voz que você usa pra falar com você mesmo, quando para pra se ouvir? Você para pra se ouvir?


Quer mudança? Mude alguma coisa agora. Só uma coisinha, em você ou ao seu redor. Qualquer coisa. Depois outra... Todo mundo tem luz dentro. Só se cura o mundo curando, primeiro, o próprio coração.

Minha vontade é manter os olhos e ouvidos abertos pra realidade e também abrir janelas e portas pra um mundo ideal. Acredito que o momento seja de acender fagulhas de esperança pra que o amor cresça e faça as pessoas lembrarem que nasceram livres, que a felicidade é um direito, e que, em qualquer situação, a vida é motivo e substância pra celebrar.


Estamos vivos. Se é o que resta, que seja o suficiente pra promover mais vida ao redor.

Viver é resistência, alegria é força, arte é respiração.



Na foto, Lírio da Paz da sala de estar.


F 6,3 . V 1/320 . ISO 100