Acampamento Arco-Íris

entre Valizas e Cabo Polonio - UY

Mar 2018

Eu ja tinha visto alguma coisa na internet à respeito e, quando fiquei sabendo que teria um acampamento desses no meio do meu caminho, quis ver de perto. O Rainbow Gatering (ou Acampamento Arco-Íris) é um encontro de pessoas que buscam viver com base no principio do amor a si, ao próximo e à natureza. Fiquei lá por sete dias. Conheci artesãos, músicos, massoterapeutas, médicos, cozinheiros, bioconstrutores, professores, gente muito, muito sábia. Gente nômade, gente que me fez sentir em casa, lá, dormindo aos pés das àrvores. Gente que falava sobre coisas que não existiam no mundo que eu conhecia e gente que não falava absolutamente nada. Uma das normas de convivência pede que não se fotografe no acampamento. Compreendo que a restrição da própria liberdade é o respeito à liberdade do outro e a cena daquele povo lindo dançando, cantando e batendo tambores ao redor do fogo sagrado sob a lua cheia vai ficar nos meus olhos pra sempre. Estas fotos foram feitas fora dos limites do acampamento, mas representam muito da vida de lá. Uma questão que me chamou a atenção foi a naturalidade quanto à nudez. Quando cheguei no riacho em que se tomava banho, decidida a não tirar o biquini, me deparei com uma paisagem que mudou meus conceitos. Algumas pessoas estavam tomando banho, lavando suas roupas, deitados na grama tomando sol, fazendo yoga, conversando, fazendo massagem, cafuné, tomando mate, nus. Não fazia sentido ter pudores em um ambiente onde ninguém se escondia, sem orgulho e nem vergonha. Naquele momento, ali era o Éden. Em respeito, me despi também. Gratidão eterna por poder aprender, viver e compartilhar.

  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Spotify Ícone

Deborah Werling | Fotografia | Design